logo RCN
Imagem principal

A importância da fisioterapia na recuperação do paciente após a Covid-19

Saiba quando o paciente pode se tratar em casa e quando é necessário acompanhamento especializado

Ao longo destes dois anos de pandemia, a fisioterapia vem ganhando espaço de destaque no mercado de trabalho, como nunca havia antes. Os profissionais estão presentes no meio hospitalar na fase aguda da doença, como também após o período de contágio, realizando a reabilitação de pacientes que progrediram com sequelas da doença.

Com o passar dos meses aprendemos um pouco mais sobre os sintomas e sequelas da covid-19, sabendo também que atinge cada pessoa de forma individual, podendo evoluir com sintomas leves a graves independente da forma de ação da doença, na fase aguda.

Além dos sinais e sintomas presentes no período ativo do vírus, atualmente já existem estudos abordando uma síndrome pós-covid, que nada mais é que o aparecimento ou reaparecimento dos sintomas clássicos da doença, dias ou meses após a positivação do indivíduo.

Os principais sintomas são:

- Perda de olfato e paladar;

- Dores musculares e nas articulações;

- Fadiga (cansaço);

- Taquicardia (Coração acelerado);

- Hipertensão ou hipotensão (Aumento ou diminuição da pressão arterial);

- Dispneia (falta de ar ou aperto no peito);

Em alguns casos pode-se observar sintomas mais agressivos, atingindo o sistema nervoso do indivíduo, prejudicando, dessa forma, tanto a parte musculoesquelética - os músculos que geram movimento dos membros, tronco e cabeça - quanto da musculatura lisa - os músculos dos órgãos internos - gerando déficits no seu funcionamento, obtendo um prognóstico mais complicado quando se refere ao tratamento deste paciente, principalmente quando não há a procura de recursos, no caso a fisioterapia.

A Fisioterapia é o principal tratamento para o período de reabilitação

Com relação ao tratamento pós covid-19, a fisioterapia se tornou primordial para a reabilitação do paciente, quando se trata de sintomas físicos, seguindo por duas vertentes: quando você pode tratar em casa, com algum direcionamento profissional, mas sem a necessidade de acompanhamento e, em casos mais especiais, nos quais há necessidade de um tratamento fisioterapêutico especializado, de acordo com a área afetada pelos sintomas.

Sintomas como dores musculares e articulares podem ser resolvidas facilmente em casa, com compressas e banhos quentes focando no local de dor, assim como massagens com pomadas que contenham substâncias que geram relaxamento muscular. Caso as dores permaneçam o correto é procurar um profissional da fisioterapia.

Sintomas que exigem acompanhamento especializado

Em casos de cansaço intenso em atividades leves, taquicardia, alterações de pressão, ou dificuldade respiratória, o paciente precisa de acompanhamento profissional urgentemente, pois os sintomas podem evoluir para problemas piores, originando doenças crônicas cardiovasculares, respiratórias e metabólicas, comprometendo a saúde do paciente.

Nestas situações, o tipo de tratamento mais adequado pede acompanhamento de um profissional especializado em cardiorrespiratória. Assim, o paciente terá acesso aos tratamentos mais atuais do mercado, sempre com monitoramento durante os exercícios, para que não haja esforço desnecessário e, claro, sem utilizar técnicas obsoletas, que acabam funcionando como "placebo", perdendo o efeito rapidamente ou não tendo função necessária, caso do 'respiron' ou assoprar canudinho em garrafa de água.

MHR Center conta com fisioterapeuta especializada no tratamento

Para você que tem este tipo de sintomas ou conhece alguém que os tenha, Otacílio Costa conta com a clínica MHR Center, que tem fisioterapeuta especializada em atendimento cardiorrespiratório e fornece todo o tratamento mais atualizado, garantindo uma reabilitação mais ajustada à necessidade de cada paciente. Agende já sua avaliação pelos telefones (49) 3240-0780 ou (49) 99831-5542 e tenha o melhor tratamento da cidade, pois a sua saúde é a nossa especialidade.


Fisioterapia, mulheres e autocuidado Anterior

Fisioterapia, mulheres e autocuidado

A importância da fisioterapia na recuperação do paciente após a Covid-19 Próximo

A importância da fisioterapia na recuperação do paciente após a Covid-19

Deixe seu comentário